O Xadrez e a Música

sexta-feira, dezembro 22, 2006

DESEJO FELIZ NATAL... POR MÚSICA !


IMPROVISO


TOMO Y OBLIGO (TANGO)

* * *



MEUS AMIGOS COMO PODEM VER, JÁ ESTOU RECUPERADO DO SUSTO QUE APANHEI ONTEM...

ESPERO PODER CONTINUAR, POR INTERMÉDIO DA MINHA FILHA, A PÔR DE VEZ EM QUANDO AQUI ALGUMAS DIABRURAS DA MINHA TENRA 4ª IDADE...

DESCULPEM A DESARRUMAÇÃO DA CASA... MAS É A PAPELADA DE 92 ANOS... AINDA NÃO FAÇO TUDO PELA INTERNET!!!

7 comentários:

lobices disse...

...bom Natal!!!!!!!!!!!!!!!
...FORÇAAAAAAAA
...um abraço

Margarida Almeida disse...

Adorei o tango e gostei muito do Senhor a tocar violino.

O Senhor e a sua filha são pessoas bem especiais.

Posso enviar-lhe um abraço?

luísa disse...

Meu querido Senhor Nascimento,
Ter partilhado comigo, connosco, neste Natal, a sua ARTE e a sua cumplicidade com o género humano, foi o meu melhor presente no sapatinho. Acredite. Este Natal encasulei-me, não podendo suportar conhecer enfim a verdadeira solidão. O Senhor e sua filha abriram-me a vossa porta, fizeram-me ter esperança neste Natal. Mais do que esperança, a certeza de que enquanto existirem pessoas como o Senhor e sua filha, este mundo jamais será o deserto árido, cinzento e sem oásis em que se transformou, quanto a mim, o mundo de hoje, sobretudo visto deste jardim onde muitos sonhos foram pisoteados.
Gosto muito da sua casa, ARRUMADA como deve estar a casa de um ARTISTA, de um PAI maravilhoso, de um HOMEM com tanto TALENTO e AMOR para partilhar com todos nós: decorada de memórias de VIDA.
Desejo-lhe excelente saúde, muita serenidade e todo o amor que merece.
Bem-haja!

luísa disse...

Ex.mo Sr. NASCIMENTO,

Com muito amor e carinho, ofereço-lhe este tosco acróstico. É assim que o vejo. Um abraço. FELIZ ANO NOVO!


Recordando todos quanto neste mundo
Uniram terras, povos, mares, pessoas
Ingénuos como crianças recém-chegadas

Nasceram dele alvoradas e sonhos
Artes e jogos, utopias, tramas várias
Sinfonias esquecidas, recriadas
Contra moinhos e dragões lutando
Insurrecto futuro edificado sobre
Mil dores insepultas, exiladas
Era ainda possível sorrir e permanecer
Num campo de primavera rubra de papoulas
Tecendo esperanças e novas canções
Onde todos os rios começam a nascer

Maria Luísa

luísa disse...

Correcção de gralha :)
Onde se lê "todos quanto" deverá ler-se "todos quantos".

Aspásia disse...

LOBICES E MARGARIDA

O PAI AGRADECE E RETRIBUI COM FORÇA OS VOSSOS VOTOS!

ABRAÇOS E BEIJINHOS NOSSOS COM VOTOS DE UM ÓPTIMO 2007!!!

Aspásia disse...

MARGARIDA

E RETRIBUI ESSE ABRAÇO!

LUÍSA

PARA A NOSSA AMIGA O PAI FEZ ALGO ESPECIAL...